Feeds:
Posts
Comentários

Archive for fevereiro \28\UTC 2008

Gula – pecado capital

“Não sejas ávido em banquete algum, e não te lances sobre todos os pratos. Pois em muita comida entra a doença, e a intemperança conduz à cólica. Pela gula insaciável muitos perecem; quem, porém, é sóbrio, prolonga a vida. (Eclesiástico 37, 32-34)A gula é o pecado do desequilíbrio, esse por ser desmedido, desregrado ou, às vezes, sem limites causa feridas à alma, tirando a tranqüilidade, a temperança e a paciência; não bastando, esse pecado capital inocula ansiedade, mal-estar, desânimo e por últimas conseqüências, vem a preguiça que nos tenta com toda a sua astúcia e ódio. Gula é pecado. E o desperdício em pequena proporção é pecado? Acredito que não. Então por qual motivo você estando satisfeito não para de comer? Porque o seu prato tem alimento ainda? Existe um antigo conceito de que comida no prato é falta de respeito, ou até pecado… Na prática amado, deixar um pouco de comida no prato não prejudica nada e a ninguém, porque se não for para o lixo vai para o esgoto, e sei que os dois se parecem; e a na próxima vez tente pegar menos comida. A Gula nos leva a serio, ou seja, o demônio nos tenta de verdade, mas nós cristãos não levamos – muitas vezes – a gula a sério ela te tenta com perseverança; três vezes ao dia: de manhã, à tarde e a noite, nas refeições diárias, nos levando a morte espiritual, gradual rumo ao fogo eterno. “Filho, pecaste? Não tornes a fazê-lo; e suplica pelas falhas passadas, para que te sejam perdoadas. Foge dos pecados como de uma cobra: se deles te aproximares, te morderão.Seus dentes são de leões que tiram a vida das pessoas. Toda iniqüidade é como espada de dois gumes: não há cura para o seu golpe.” (Eclesiástico 21, 1-4).

Anúncios

Read Full Post »